Continuação de Vestibular na Bahia

Continuação de Vestibular na Bahia

 João Chiabi Duarte

Avaliando o grupo celeste com vistas a 2018 – O Cruzeiro perdeu a chance de subir para o 4º lugar ao ceder o empate ao Avaí no último lance da partida anterior.

Pelo menos um alento aconteceu com a estreia de Rafael galhardo e com a volta do Judivan após 2.5 anos de interrupção na carreira do rapaz, que foi vítima de uma entrada criminosa de um volante uruguaio num jogo válido pela seleção sub20 em 2015.

No Barradão, continuaremos testando jogadores com vistas à temporada do ano que vem na qual o Cruzeiro disputará o Campeonato Mineiro (16 jogos), a Copa Libertadores (14 jogos), a Copa do Brasil (8 jogos) e o Campeonato Brasileiro (38 jogos), podendo chegar a um total de 76 partidas se chegar às finais de todos os campeonatos.

Nesta lista ainda não está considerada a Copa da Primeira Liga que tudo indica deverá ser sepultada do calendário do ano que vem, naturalmente mais apertado em função da Copa do Mundo da Rússia entre junho e julho.

Com o acúmulo de jogos tudo indica que o Cruzeiro deverá ter um elenco de 34 jogadores para a próxima temporada, com 4 goleiros e 3 jogadores por posição. Claro que a contratação de jogadores capazes de fazer multi-função poderá permitir a redução do grupo.

 

Que time Mano Menezes poderá escalar em Salvador ? – Considerando as contusões e indisposições do elenco, do grupo atual estão fora: Ezequiel, Manoel, Dedé, Hudson, Ariel Cabral, Sassá, Rafael Marques e Raniel(contusão) + Thiago Neves e Robinho (suspensos), além de Diogo Barbosa (negociado com o Palmeiras).

Assim, o time deverá ter Fábio, Rafael Galhardo, Léo, Murilo e Bryan; Lucas Romero e Henrique; Rafinha, Arrascaeta e Álisson; Jonatã.

Como opções de banco deverão viajar : Rafael e Lucas França (gol), Lennon (lateral), Arthur e Digão (zaga), Nonoca e Lucas Silva (volantes), Messidoro, Élber (meias-atacantes), Sóbis e Judivan (centroavantes).

No vestibular da bola estão os laterais Galhardo (fez ótima estreia) e Bryan (precisando mostrar serviço), o meia Messidoro (que deverá ter mais chances nestes jogos finais, com mais minutos em campo e principalmente os centroavantes Jonatã (não digo que tenha decepcionado, mas, para jogar no Cruzeiro tem que mostrar mais futebol, porque a concorrência na função dele será grande no ano que vem) e Judivan (aqui a questão é meramente física decorrente da longa parada, porque, potencial o rapaz tem demais).

 

E o Vitória de Vágner Mancini, quem escalará ? – O grande objetivo do Vitória nesta reta final do BR17 é escapar do rebaixamento. Hoje o time baiano é o 16º colocado com 39 pontos ganhos, ultrapassando a Ponte Preta no saldo de gols. Como particularidade o Vitória carregava o trauma de não conseguir se impor aos adversários como mandante, coisa que conseguiram quebrar com a vitória contra o Palmeiras na penúltima rodada.

Com as voltas de Kanu e Fillipe Soutto, além da suspensão de Caíque Sá, tudo indica que Mancini mandará a campo o time armado no 4-3-3 com Fernando Miguel, Patric (José Welison), Kanu, Wallace e Géferson; Uiliam Corrêa, Fillipe Soutto, e Yago; Neílton, Trellez e David.

Como alternativas de banco: Caíque (gol), Ramon (zaga), José Welison, Renê Santos (volantes), Alan Costa (meia) e André Lima (centroavante).

Se o Vitória tem bom potencial nas jogadas aéreas com as presenças de Kanu, Wallace, Trellez e Uiliam Corrêa na área adversária, Mancini também reclama dos gols que leva atrás, a maior parte por problemas de posicionamento nas jogadas de bola parada (o erro é crônico no futebol brasileiro, pois, os jogadores marcam a bola e não aos adversários.

O Vitória é cheio de ex-cruzeirenses (Patric, Uiliam Corrêa, Uiliam Farias, Kieza, Neílton entre estes) e espero que a famosa lei do EX não opere. No banco tem o André Lima que costuma dar muita sorte contra o Cruzeiro (impressionante).

Tudo indica que irão iniciar a partida com marcação usando linha alta, o que poderá abrir espaços que serão explorados por Mano Menezes com a velocidade do seus meias e atacantes, para chegar ao gol do Vitória e colocar pressão neles desde o começo.

 

A história do confronto entre Cruzeiro e Vitória – O quadro abaixo, preparado com a ajuda do Almanaque do Cruzeiro de Henrique Ribeiro, traduz a história deste jogo em que a supremacia cruzeirense é insofismável. Até mesmo o fantasma do Barradão não existe mais e nos últimos confrontos o Cruzeiro tem se dado bem em Salvador.

 

No último confronto em Salvador o Cruzeiro venceu por 1 x 0 com gol de cabeça de Ariel Cabral, desviando a bola no 1º pau.

Respondendo aos comentários dos colegas (Nesta seção se procura responder às dúvidas deixadas na semana pelos que comentam nas colunas) :

  1. Isaac Mirai e outros – dos jogadores que estão voltando de empréstimo, quais você recomendaria o aproveitamento? Este ano estarão de volta :

Goleiros: Elisson (Vila Nova – GO) e Allan (Londrina) – com o elenco completo na posição com Fábio, Rafael, Lucas França e Georgemy não serão aproveitados.

Laterais: Kevin (Guarani) + Breno Lopes (Atlético-GO), Pará (América-MG), Mena (Sport) – Todos ainda com contrato vigente para o ano de 2018, deverão ser emprestados ou utilizados como moedas de troca. Edimar foi negociado em definitivo com o São Paulo. Os ex-garotos da base Antônio Carlos e Daniel Vançan aparentemente tiveram o vínculo com o clube encerrado.

Zagueiros: Fabrício Bruno (Chapecoense, contrato até Dez2019, deverá ser negociado) tem vínculo válido para 2018, Grolli (o vínculo se encerrará ao final do empréstimo à Chapecoense e não será renovado), Rafael Donato (final de contrato), Caicedo (empréstimo ao Barcelona vai até a metade de 2018).

Volantes: Bruno Ramires (empréstimo ao Moreirense de Portugal vai até junho de 2018), Uiliam Corrêa (Vitória), Willians (Goiás) cujos empréstimos se encerram neste fim de ano. Outra função que o elenco não precisa de contar com retorno destes jogadores porque tem 7 boas opções: Lucas Romero e Hudson + Henrique e Ariel Cabral + Lucas Silva, Nonoca e Vânder (deve subir da base).

Meias e Meias-Atacantes: Caíque Valdívia (Criciúma), Luiz Fernando (Guarani), Gabriel Xavier (empréstimo ao Nagoya Grampus do Japão com preço fixado até 2019, não volta agora), Neílton (negociado ao Vitória, Cruzeiro tem 20% dos direitos). Não há interesse na volta de nenhum destes jogadores.

Atacantes: Joel (Avaí, tem contrato até 2020 e deverá ser novamente emprestado), Halef Pitbull (Santa Cruz, outro que tem contrato até 2020 e deverá ser novamente emprestado), Rafael Silva (Guarani, fim de contrato, não volta ao clube).

OPINIÃO : Neste momento o único jogador que eu aproveitaria no grupo seria o zagueiro Fabrício Bruno, principalmente se o Murilo for mesmo negociado. Mas, ele terá propostas do exterior nesta janela e dificilmente ficará.

 

  1. Mozart Filho – E o Sóbis de falso 9 ? – O que não tem remédio, remediado está. Mas, se o Mano continuar insistindo nisto será por teima. Sóbis não rende nesta função, podendo hoje atuar como um 2º atacante. E se voltar para recompor já não tem energia para chegar na frente e concluir com êxito. Se perguntarem para o grupo de jogadores dirão que ele agita a turma, mas, é doido de tacar pedra. Talvez não fique para 2018.

 

  1. Franklin Bronzo x Hélio CorrêaManter o Lucas Silva será fundamental ou não para a Libertadores 2018 ? – Estou nesta junto com o Franklin Bronzo e Mário Filho, acreditando que Lucas Silva tem muito mais qualidade que os volantes que são escalados, porque além do bom passe, marca muito mais que Henrique ou Ariel Cabral por exemplo. Só precisa parar de fazer estas faltas por trás, coisa que normalmente se conserta com ritmo de jogo, coisa que não teve em 2017.

 

  1. Heli SantosE a estreia do Rafael Galhardo ? – Em 60’ ele conseguiu conquistar o torcedor do Cruzeiro com ótimos cruzamentos, mostrando calma nos lances e não errou um passe. Aqueles que ironizaram a sua vinda vão ter que botar a viola no saco. O rapaz tem futebol e se vencer os problemas físicos será de grande valia para o elenco.

 

  1. Sérgio RodriguesE a saída do Diogo Barbosa para o Palmeiras – No início do ano o Cruzeiro pagou 700 mil € por 25% dos direitos do jogador e teria até o fim de 2017 para pagar mais 1 M€ por mais 25% dos direitos econômicos, para que automaticamente renovasse o contrato do jogador até o final de 2019. Ocorre que havia 2 cláusulas contratuais que obrigavam o Cruzeiro a decidir sobre a compra após 30 partidas disputadas pelo lateral e outra que dizia que se chegasse proposta igual ou superior ao valor de 2,8 M€ (100% pela cotação inicial), o Cruzeiro teria que cobrir ou senão cederia o jogador. Cláusula contratual mal feita, contrato esquecido em uma gaveta na Toca da raposa II segundo uma reportagem e agora o Cruzeiro acabou tendo que negociar Diogo Barbosa com o Palmeiras que nos pagou 1,5 M€ pelos mesmos 25%. Como o Cruzeiro ainda devia 3 parcelas de 70 mil €, então o valor líquido que vai entrar no caixa do Cruzeiro será de 1,29 M€ = R$ 4,99 milhões, que serão utilizados no pagamento de salários do mês de outubro que deveriam ter sido pagos até 10/11.
    Diogo Barbosa fez um bom ano no Cruzeiro, mas, nem de longe fez mais que Egídio (que segundo dizem estaria perto de voltar) nas temporadas de 2013 e 2014, em termos de gols e assistências. Mas, encarnou como poucos o espírito de raça com nossa camisa.

 

  1. Ricardo MeiraPor onde anda o Nonoca ? – Hoje o Cruzeiro estará disputando o título da Recopa Sub20 contra o time atleticano que ganhou a Copa do Brasil Sub20. Desde a final do Campeonato Brasileiro Sub20 contra o Coritiba, Nonoca está reforçando o nosso time. O vencedor desta disputa terá direito de disputar a Copa Libertadores Sub20, que na edição passada teve o São Paulo como campeão. As finais serão disputadas hoje no Independência e 4ª Feira na Arena do Calçado ou senão em Ipatinga. Embora eu preferisse que fosse levada para o Mineirão.

O time cruzeirense deverá ter Victor Eudes (Gabriel Brazão), Lucas Soares (Vitinho), Cacá (Ronaldo), Gustavo Rissi e Victor Luiz; Nonoca (Eduardo) e Vânder (Márcio); Nickson (Cesinha), Thony Anderson e Marcelo (João Luiz); Victor Crispim.

 

☻ As homenagens desta coluna hoje vão para : Delavigne Filho (O POLE DA coluna anterior), Cesari, Marco Castilho, Marcelo e Eloy Rodrigues; Geraldo Luciano, Hélio Corrêa e Damasceno; Filipe Vieira, Mozart Filho e Bruno Xavier. O treinador escolhido para este timaço é Sangue Azul.

De Conceição do Mato Dentro – MG : homenagem à família Pires, cuja paixão no futebol é dividida entre os maiores de Minas Gerais, porém com supremacia azul.

Cruzeiro, Cruzeiro Querido…Tão Combatido, Jamais Vencido…

Categories: Colunas

Sobre o EN

Enxada Neles

O jargão “Enxada Neles” foi criado por Ademir Santos, apresentador da TV Alterosa/SBT – Sul e Sudoeste de Minas Gerais, idealizador do Portal Enxada Neles. Ademir começou a usar esse jargão na TV como uma forma de desabafo diante das injustiças sociais que apresenta diariamente. A “enxada” representa o valor do trabalho sério e árduo de uma pessoa na busca de suas conquistas, pelo seu esforço e honestidade.Desta forma, de um modo geral e simbólico, é um símbolo do trabalho. A frase caiu no gosto popular e virou a “marca registrada” de Ademir Santos. No Portal Enxada Neles você ficará sempre bem informado sobre as principais notícias do Sul e Sudoeste de Minas Gerais, além do Brasil e do Mundo. Enxada Neles é o seu novo portal de notícias na internet!

Escreva um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.
Campos necessários estão marcados*