Em campo e na arquibancada, Cruzeiro domina e vence o clássico

Em campo e na arquibancada, Cruzeiro domina e vence o clássico

Da redação

Alisson Guimarães

A história não mente e jamais vai mudar! No primeiro clássico de 2017, o maior time de Minas Gerais venceu o rival local Atlético-MG por 1 a 0, em jogo válido pela primeira rodada da Copa da Primeira Liga.

Com o triunfo, o Cruzeiro aumentou sua invencibilidade de quase dois anos sobre o adversário para seis jogos. Nos últimos encontros entre as duas equipes, foram quatro vitórias celestes e dois empates.

Outro destaque do jogo foi a Nação Azul, que vibrou e cantou mais alto durante os 90 minutos, empurrando a equipe celeste para mais uma vitória.

O jogo

O Maior de Minas começou a partida controlando as ações e com mais posse de bola. Logo aos 3 minutos, Robinho escapou pela direita e fez cruzamento com perigo para a área adversária. A bola cruzou a frente do gol com perigo.

Aos 11, Robinho apareceu pela direita e cruzou para Henrique. Na entrada da área, o capitão estrelado cabeceou à direita do goleiro Giovanni.

A pressão celeste continuou. Dois minutos depois, em cobrança de falta, Robinho alçou a bola no segundo poste, Léo desviou e Manoel ficou a centímetros de completar para as redes.

Aos 20 minutos, mais uma chance celeste. Em cobrança de falta da intermediária, Rafael Sóbis soltou uma bomba, exigindo grande defesa do arqueiro rival.

O Time do Povo tanto pressionou que chegou ao seu primeiro gol aos 27. Após lançamento de Ariel Cabral, De Arrascaeta apareceu em grandes condições no meio da defesa adversária, deixou Giovanni no chão e abriu o placar no Mineirão: 1 a 0.

Mesmo em vantagem no placar, o time estrelado continuou ditando o ritmo no primeiro tempo. Aos 41 minutos, Diogo Barbosa rolou para Alisson. Da entrada da área, o camisa 11 disparou forte chute rasteiro que saiu pela linha de fundo. O lance foi o último dos primeiros 45 minutos.

Segundo tempo

O Cruzeiro voltou do intervalo com uma alteração. Henrique, sentindo dores no joelho direito após uma pancada, deu lugar a Hudson, estreante no clássico.

E a etapa complementar se iniciou como terminou a primeira, com o Maior de Minas em cima. Aos 5 minutos, Diogo Barbosa levantou a bola na área e Léo desviou com perigo, à esquerda do gol defendido por Giovanni.

Aos 11, mais uma grande jogada de Alisson. Pela esquerda, o atacante celeste fintou Marcos Rocha e chutou no ângulo, obrigado ao goleiro adversário a realizar mais uma vez uma defesa difícil. No minuto seguinte, Rafael Sóbis cobrou mais uma falta com perigo, para defesa de Giovanni.

O Maior de Minas teve mais uma grande chance aos 13. Robinho cruzou para De Arrascaeta, que chutou em cima da zaga. Na sobra, Alisson desviou com perigo pela linha de fundo.

Aos 16, mais uma grande jogada do ataque estrelado. De Arrascaeta limpou a jogada em cima de Felipe Santana e cruzou para Rafael Sóbis. O camisa 7 arrematou, mas parou na intervenção do goleiro atleticano.

O time adversário teve sua primeira chance no jogo aos 22 minutos do segundo tempo. Em cobrança de falta, Otero exigiu grande defesa de Rafael.

Mano Menezes promoveu mais duas alterações na equipe. Aos 28 minutos da etapa complementar, Ramón Ábila entrou no lugar de Rafael Sóbis. Em seguida, aos 36, Rafinha ocupou a vaga do uruguaio De Arrascaeta.

Nos minutos finais da partida, o árbitro Wanderson Alves de Souza expulsou o atleta cruzeirense Robinho. Em seguida, o treinador Mano Menezes também foi expulso.

Soberano no jogo, o Cruzeiro administrou o resultado e saiu de campo vencedor por 1 a 0, gol categórico do talento De Arrascaeta.

CRUZEIRO 1 x 0 Atlético-MG
Motivo: 1ª rodada da Copa da Primeira Liga
Data: 1/2/2017, domingo
Local: Mineirão, em Belo Horizonte
Árbitro: Wanderson Alves de Souza – MG
Público pagante: 39.811
Público presente: 41.530
Renda: R$ 1.139.052,00
Gol: De Arrascaeta, aos 27 minutos do primeiro tempo
Cruzeiro: Rafael; Ezequiel, Manoel, Léo e Diogo Barbosa; Henrique (Hudson), Ariel Cabral, Robinho, De Arrascaeta (Rafinha) e Alisson; Rafael Sóbis (Ramón Ábila). Técnico: Mano Menezes.
Atlético-MG: Giovanni; Marcos Rocha, Felipe Santana, Gabriel e Fábio Santos; Yago (Ralph), Rafael Carioca, Otero, Cazares (Rafael Moura) e Maicosuel; Lucas Pratto. Técnico: Roger Machado.
Cartões amarelos: Rafael Sóbis, Robinho, Ezequiel, Alisson (Cruzeiro); Yago, Lucas Pratto, Ralph, Fábio Santos, Gabriel (Atlético-MG)
Cartão vermelho: Robinho (Cruzeiro)

Site Oficial do Cruzeiro

Categories: Esportes

Sobre o EN

Enxada Neles

O jargão “Enxada Neles” foi criado por Ademir Santos, apresentador da TV Alterosa/SBT – Sul e Sudoeste de Minas Gerais, idealizador do Portal Enxada Neles. Ademir começou a usar esse jargão na TV como uma forma de desabafo diante das injustiças sociais que apresenta diariamente. A “enxada” representa o valor do trabalho sério e árduo de uma pessoa na busca de suas conquistas, pelo seu esforço e honestidade.Desta forma, de um modo geral e simbólico, é um símbolo do trabalho. A frase caiu no gosto popular e virou a “marca registrada” de Ademir Santos. No Portal Enxada Neles você ficará sempre bem informado sobre as principais notícias do Sul e Sudoeste de Minas Gerais, além do Brasil e do Mundo. Enxada Neles é o seu novo portal de notícias na internet!

Escreva um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.
Campos necessários estão marcados*