Finalmente começa 2018

Finalmente começa 2018

João Chiabi Duarte

tab Cruzeiro x Tupi-JF: a estreia na temporada de 2018 – Na última previsão feita pelo Cruzeiro nesta 3ª feira com venda apenas aos sócios 36 mil pessoas já haviam garantido a sua presença, porém, destes há pelo menos 12 mil sócios cativos cujo comparecimento não é integral, especialmente em janeiro quando há muita gente de férias. Assim, há que se fazer um desconto de 25% nesta fatia de torcedores e ao abrir a venda para o público nesta 3ª de manhã, já se poderia estimar 33 mil pessoas garantidas no estádio.

Desta forma, a tendência é de presença de público superior a 40 mil pagantes é perfeitamente factível, sem dúvida um ótimo público para a estreia do Cruzeiro.

Os setores amarelo e vermelho tem ingressos a R$ 20 (ingressos esgotados), já o setor roxo custa R$ 80. Como a previsão de público podendo ultrapassar os 40 mil presentes, talvez haja necessidade de abrir o setor laranja (gol da Pampulha).

Haverá show com o cantor Marcelinho Rodrigues a partir das 19 h na esplanada do Mineirão, food trucks e por volta das 21:30 h será feita a apresentação de todos os 7 reforços que o clube fez para esta temporada: Edilson, Marcelo Hermes, Egídio, Mancuello, Bruno Silva, David e Fred. Lembrando que do elenco passado também 7 jogadores deixaram o Cruzeiro: Lennon, Diogo Barbosa, Bryan, Alisson, Élber, Alex e Hudson.

Excluindo-se a estreia do Cruzeiro em 2013 na reabertura do novo Mineirão (52.989) e também o clássico contra o Internacional válido pelas fases finais do Brasileiro de 1989 (67.988 pagantes), este será o jogo com a maior presença de público em estreias do Cruzeiro dos últimos 30 anos. Observar que o Cruzeiro ganhou 18 partidas, empatou 9 e perdeu apenas 3 jogos nas estreias como mandante (aproveitamento de 70%).

O Mineirão foi palco de 25 partidas, o Independência em 3 jogos e os outros 2 foram na Arena do Jacaré, em função da reforma dos estádios de Belo Horizonte (Copa do Mundo de 2014).

Outro ponto a comentar é relativo aos gols pró, uma vez que as goleadas foram raras nas estreias com apenas 5 jogos (a maioria contra times do interior do estado), com mais de 4 gols. É bem fácil de explicar este fato em função das curtas pré-temporadas que os clubes têm no Brasil, com a musculatura dos atletas “presa” nestes primeiros jogos.

O que projetar do futebol dentro das 4 linhas – Com os trabalhos sendo antecipados para esta semana (calendário de ano de Copa do Mundo é realmente muito complexo), é natural que o Cruzeiro tenha uma queda física na etapa final, afinal de contas esta pré-temporada teve apenas 2 semanas de trabalho, o que já obrigou o contato com bola no 3º dia. Porém, o Tupi iniciou os seus trabalhos muito antes e por esta razão terá vantagem.tab2

A presença de Fred, em função da liberação de sua documentação de transferência por parte do Atlético-MG foi confirmada e é uma atração a mais para o jogo. As jogadas de bola parada são normalmente decisivas neste início de temporada e sendo assim é natural que se projete gols do artilheiro, que tem realmente um poder de conclusão absurdo. Sempre quando falo sobre centroavantes eu me lembro da temporada de 2005 quando visitei o clube e pude acompanhar vários treinamentos.

Fred concluía em direção ao gol do jeito que dava independente de onde a bola lhe fosse alçada, com noção de posição inigualável. E vem mantendo uma boa média de gols desde sempre.

Está de volta o Fred Guerreiro e artilheiro implacável e sua presença será uma preocupação a mais para os comandados de Alexandre Barroso.

 

Configuração Ofensiva – Durante muito tempo, alguns torcedores apresentavam uma ojeriza a Mano Menezes dizendo que ele violentava o DNA do Cruzeiro. Isto certamente tinha uma dose de verdade, mas, se defender bem jamais será incompatível a um bom sistema ofensivo. Esta história de dizer que o Santos de Pelé tomava 3 gols, mas, fazia 4 não é 100% verdadeira não. O Santos também tinha Lima, Carlos Alberto, Ramos Delgado, Rido, Joel Camargo, Oberdã que eram bons jogadores em sua defesa e no meio-campo Mengálvio também sabia fechar na defesa quando se fazia necessário. Pelé além de ser craque de bola era um atleta perfeito e corria muito mais que os outros, tinha impulsão fenomenal e se valia de seu preparo físico exuberante, batiam no rei e caiam fácil.

Há que se buscar equilíbrio, principalmente no futebol dos dias de hoje. Nos tempos de Pelé os jogadores corriam em média 6 a 7 km/jogo. Hoje, a média dos times supera fácil os 10 km/jogo, sendo que há funções que os atletas correm 12-14 km/partida, aumentando as dificuldades de posse de bola, tempo para raciocinar.

O craque é na síntese da palavra aquele que antevê a jogada, assim evita choques desnecessários, contusões e sempre se coloca bem para receber as bolas. Os bons jogadores conseguem ver as jogadas, ou seja, uma vez de posse da bola conseguem escolher a melhor alternativa para o passe. Pois bem, não resta dúvida que o elenco do Cruzeiro de 2018 recebeu muitos bons jogadores e também craques como Fred.

Mano Menezes não tinha tantas opções boas como se julgava, especialmente na parte ofensiva. E ainda teve que contar com a má fase de Sóbis e Ábila em 2017, com a queda de performance de Álisson, o time sentiu a perda de Robinho pelas contusões em excesso e as chegadas de Rafael Marques (baixo desempenho) e Sassá (contusão e impossibilidade de jogar a Copa do Brasil) tornaram o time pouco efetivo no ataque. Sentindo isto, Mano Menezes corretamente procurou organizar um time para fazer o jogo reativo, pois, esta era a rigor a única estratégia que lhe restara para conseguir conquistar o único título possível, que era a Copa do Brasil. E o Cruzeiro venceu, com muitos méritos do seu treinador.

Entretanto, o Cruzeiro é um time que vai se apresentar de forma diferente nesta temporada haja vista que os nossos novos laterais são muito bons no apoio, o que vai requerer um sistema tático mais equilibrado e que exija menos recomposição por parte dos meias de aproximação ao centroavante do que o 4-2-3-1 da temporada anterior.

Assim, deverá ser usado o 4-1-2-1-2, com a defesa em linha de 4 defensores, 1 volante centralizado, 2 armadores (um de cada lado) fazendo o vai & vem, 1 ponta de lança e 2 atacantes (um atacante de lado de campo + Fred).

Outra variação seria usar 2 meias de chegada (Arrascaeta e Thiago Neves), com pelo menos um deles tendo muita velocidade na transição, para encostar em Fred.

O certo é que Mano Menezes terá muitas opções para armar o time ofensivamente, coisa que definitivamente não funcionou no ano passado.

O time agora tem Fred, Sassá, Judivan, Sóbis e Raniel como opções para centroavante.

Como atacantes de lado de campo: David, Rafinha, Rafael Sóbis, Rafael Marques e Judivan.

Do mesmo modo para a função de meias criativos para encostar no centroavante as opções são: Thiago Neves, Robinho, Mancuello e Arrascaeta.

Para a função de Volante Centralizado: Henrique, Lucas Romero, Lucas Silva e Nonoca.

Para a função de Armador Direito: Henrique, Robinho, Bruno Silva e Lucas Romero.

Para a função de Armador Canhoto: Ariel Cabral, Lucas Silva, Mancuello.

Os relatos de todos que fazem o dia-a-dia na Toca da Raposa II são que o ambiente é muito bom e as entrevistas dos jogadores mostram que compraram a proposta tática do treinador e isto é mesmo fundamental para que resultados diferenciados sejam alcançados.

 

☺ O Time para amanhã deverá ter: Fábio, Lucas Romero, Léo, Murilo e Egídio; Henrique, Ariel Cabral e Robinho; Arrascaeta: Rafinha e Fred.

 

Conclusão: qualquer que seja a configuração tática escolhida pelo treinador, o elenco lhe oferece as peças certas para a montagem do sistema. Certamente o Cruzeiro vai se defender melhor com a trinca de meio, mas, também irá alternar os sistemas ofensivos de forma que ficará muito difícil para o adversário encaixar a marcação, num sistema que poderá ser modificado, sem que haja substituição de jogadores, porque nossos jogadores, em sua grande maioria, conseguem fazer mais de uma função tática.

Então, o que se espera é que o time se encaixe e possa praticar um futebol também propositivo, mas, mantendo a consistência defensiva que é boa característica dos times treinados por Mano Menezes e isto acontecendo a torcida irá apoiar ainda mais o time.

 

Como vem o Tupi de Alexandre Barroso – A equipe do galo carijó de Juiz de Fora não deverá contar com Tchô (a contratação mais relevante do time para esta temporada) e ainda há dúvida na escalação do meia-atacante Renato Kayser (ex-Vasco) e do meia-armador Cris que ainda não saíram no BID.

O time base com base na pré-temporada terá Georgemy; Rodrigo Dias, Diogo, Arthur Sanches e Patrick Brey; Kalu, Eurico (Cris), Marcel (Pará) e Tiaguinho; Patrick (Renato Kayser) e Reis.

Nesta equipe estão os nossos conhecidos Alexandre Barroso (técnico da base do Cruzeiro), Georgemy (para mim um talento no gol, que veremos como está no Tupi), o volante Eurico (que despontou como nome forte para o time principal, mas, que não permaneceu no grupo, embora nunca tivesse tido uma atuação ruim) e o centroavante canhoto Reis que teve uma passagem apagada pelo clube.

O Tupi estabeleceu como meta chegar às semifinais e tem uma folha salarial de R$ 150 mil mensais (salário inferior ao de alguns reservas do Cruzeiro), não fez grandes investimentos para esta temporada, mas, se conseguir bons resultados no início do campeonato quando pega Cruzeiro, Uberlândia e América-MG, certamente atingirá a meta de classificação.

 

Homenagens de Conceição do Mato Dentro – MG e Região (todos com B): Bento Luiz Silva, Bernardo Temponi Campos, Bruno Soares de Paula, Byanca Madureira, Bruno Sena (Conceiciozeiros Celestes), Bernardo Duarte (Morro do Pilar), Betinho do Caci, Bruno Lima, Breno José de Araújo Costa Jr., Beth Vidigal e Beatriz Cunha (a rainha do Largo do Rosário). Para treinador desta seleção convoco o grande Dr. Breno Silva Duarte, meu primo, um craque da medicina, cidadão do mundo, ótimo jogador de poker e anfitrião.

 

A seleção dos homenageados 2ª Coluna de 2018 tem: Davino Matos (O POLE da semana anterior que previu um grande público contra o Tupi), Afoncio Carmo, Adriano Santos, Juliano Glória e Mário Filho; Heli Santos, Luiz Gomes e João Vilela; José Nazaré, José Zuquim e Fausto Oliveira. E para treinador desta seleção convoco Maria Gonçalves, que tem sempre nos prestigiado trazendo a sua visão para os debates.

 

Cruzeiro, Cruzeiro Querido…Tão Combatido, Jamais Vencido…

Categories: Colunas

Sobre o EN

Enxada Neles

O jargão “Enxada Neles” foi criado por Ademir Santos, apresentador da TV Alterosa/SBT – Sul e Sudoeste de Minas Gerais, idealizador do Portal Enxada Neles. Ademir começou a usar esse jargão na TV como uma forma de desabafo diante das injustiças sociais que apresenta diariamente. A “enxada” representa o valor do trabalho sério e árduo de uma pessoa na busca de suas conquistas, pelo seu esforço e honestidade.Desta forma, de um modo geral e simbólico, é um símbolo do trabalho. A frase caiu no gosto popular e virou a “marca registrada” de Ademir Santos. No Portal Enxada Neles você ficará sempre bem informado sobre as principais notícias do Sul e Sudoeste de Minas Gerais, além do Brasil e do Mundo. Enxada Neles é o seu novo portal de notícias na internet!

Escreva um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.
Campos necessários estão marcados*