Governo empossa conselheiros de unidades de conservação do norte da RMBH

Governo empossa conselheiros de unidades de conservação do norte da RMBH

Integrantes de dois conselhos consultivos de unidades de conservação já foram empossados pelo Governo do Estado, por meio do Instituto Estadual de Florestas (IEF).

No dia 28 de junho, foram conduzidos aos cargos os membros do conselho unificado do Parque Estadual do Sumidouro e dos Monumentos Naturais Lapa Vermelha e Várzea Lapa, todos localizados nos municípios de Lagoa Santa e Pedro Leopoldo, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH). Já no dia 30 de junho, foi a vez dos integrantes do conselho do Monumento Natural da Serra da Piedade, que tem a sua primeira formação.

Os colegiados reúnem representantes de organizações públicas e particulares que se relacionam diretamente com o cotidiano das reservas ambientais estaduais. O conselho consultivo é um espaço de integração da unidade de conservação com a sociedade. Nele, há a discussão e negociação dos problemas e demandas ambientais do cotidiano da área com os diferentes atores que interagem com as reservas ambientais estaduais, como parques, monumentos naturais, estações ecológicas, dentre outras categorias.

O Parque Estadual do Sumidouro está localizado na região cárstica, em Pedro Leopoldo e Lagoa Santa, e abriga a Gruta da Lapinha. É uma das unidades de conservação que integram o Sistema de Áreas Protegidas do Vetor Norte da RMBH, juntamente com os Monumentos Naturais Lapa Vermelha e Várzea Lapa, dentre outras. Ao todo, 40 conselheiros foram empossados, entre titulares e suplentes.


Integrantes do conselho do Monumento Natural da Serra da Piedade foram empossados em 30 de junho (Crédito: Divulgação/Semad)

Serra da Piedade

Para o Conselho Consultivo do Monumento Natural da Serra Piedade foram empossados 16 integrantes, que terão a missão de cuidar de uma área que desperta interesses religiosos, ambientais, econômicos, turísticos e científicos.

A Serra da Piedade é conhecida por ser um local de peregrinação há cerca de 250 anos para a Igreja Católica, que tem um Santuário no local. A Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) administra o observatório de astros que também existe na área. O Instituto Estadual de Florestas (IEF), por sua vez, gerencia o Monumento Natural, criado em 2004 para proteger o patrimônio natural representado pela serra.

O diretor-geral do IEF, João Paulo Sarmento, reforça que o Conselho Consultivo é o espaço democrático de construção por meio do diálogo. “Hoje, não é mais possível uma gestão autocrática, solitária”, afirma. “O uso racional exige que a gestão ambiental seja construída conjuntamente, de forma aberta, ampla”, completa.

Sarmento afirma, também, que as formas de gestão compartilhada das unidades de conservação, especialmente daquelas como a Serra da Piedade, que despertam tantos interesses, já fazem parte de um debate internacional. “Chile, Costa Rica, Canadá e África do Sul, por exemplo, têm modelos parecidos, modernos e que já têm resultados significativos”, observa.

O pró-reitor do Santuário Estadual de Nossa Senhora da Piedade, padre Carlos Antônio da Silva, observa que o Santuário já desempenha um papel de preservação e de educação ambiental. “É um local onde as pessoas se reencontram, se equilibram”, comenta. “Nós precisamos aprender a construir o diálogo e o Conselho é o espaço do diálogo”, acrescenta.

Já a promotora Estadual de Defesa do Patrimônio Cultural e Turístico, Giselle Ribeiro de Oliveira, ressalta que a parceria entre as diferentes instituições viabilizará um incremento à proteção da Serra. “A Serra da Piedade é um patrimônio mundial, não só mineiro, e precisa sobreviver para as próximas gerações”, aponta.

Categories: Minas

Sobre o EN

Enxada Neles

O jargão “Enxada Neles” foi criado por Ademir Santos, apresentador da TV Alterosa/SBT – Sul e Sudoeste de Minas Gerais, idealizador do Portal Enxada Neles. Ademir começou a usar esse jargão na TV como uma forma de desabafo diante das injustiças sociais que apresenta diariamente. A “enxada” representa o valor do trabalho sério e árduo de uma pessoa na busca de suas conquistas, pelo seu esforço e honestidade.Desta forma, de um modo geral e simbólico, é um símbolo do trabalho. A frase caiu no gosto popular e virou a “marca registrada” de Ademir Santos. No Portal Enxada Neles você ficará sempre bem informado sobre as principais notícias do Sul e Sudoeste de Minas Gerais, além do Brasil e do Mundo. Enxada Neles é o seu novo portal de notícias na internet!

Escreva um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.
Campos necessários estão marcados*