Na raça e no peso da camisa, Cruzeiro garante vaga na semifinal

Na raça e no peso da camisa, Cruzeiro garante vaga na semifinal

Da redação

Alisson Guimarães

A gloriosa e pesada camisa celeste entortou o varal mais uma vez na noite desta quarta-feira. Em jogo eletrizante no Mineirão, o Maior de Minas eliminou o Palmeiras e avançou para a fase semifinal da Copa do Brasil, após o empate em 1 a 1.

O gol estrelado foi marcado por Diogo Barbosa, o bastante para decretar a classificação cinco estrelas na busca pelo pentacampeonato, e fazer a alegria de quase 45 mil cruzeirenses que lotaram o Gigante da Pampulha.

Agora, a Raposa volta suas atenções para o Campeonato Brasileiro. No domingo, o time azul encara o Vitória, às 19h, no Mineirão.

O jogo

A primeira grande chance celeste aconteceu aos 3 minutos. Thiago Neves fez boa jogada pela direita e cruzou para Elber. O camisa 23 emendou de primeira, de voleio, a bola desviou na zaga e saiu pela linha de fundo, com perigo.

Aos 17, nova oportunidade azul. Diogo Barbosa limpou a jogada pelo meio e acionou Thiago Neves na entrada da área. O meia celeste dominou e chutou rasteiro, para defesa de Jailson.

Em lance de bola parada, aos 35, Thiago Neves bateu escanteio com veneno, Henrique tentou o chute de primeira, mas a bola cruzou toda a extensão da área.

Consistente, a Raposa criou mais uma chance aos 42. Ariel Cabral arriscou chute de fora da área, e a bola saiu à esquerda da meta adversária. Foi o último lance da etapa inicial, que terminou sem gols.

Segundo tempo

O Cruzeiro voltou para a etapa complementar buscando seu primeiro gol. Aos 5 minutos, Sóbis, Thiago Neves e Alisson fizeram boa triangulação. Na definição da jogada, o camisa 11 tentou driblar Edu Dracena, mas foi desarmado. Na cobrança do escanteio, Léo desviou cruzamento de Thiago Neves, e a bola saiu pela linha de fundo.

Aos 16 minutos, Mano Menezes promoveu a primeira mudança na equipe, colocando De Arrascaeta na vaga de Elber.

De Arrascaeta fez jogada de perigo aos 23 minutos pela direita. O camisa 10 cruzou com perigo para a área, Ariel Cabral tentou antecipar, mas Jailson fez a defesa.

O time adversário saiu na frente aos 25 minutos. Após cobrança de escanteio, Keno pegou rebote, a bola desviou na defesa celeste e morreu no fundo do gol de Fábio: 1 a 0 para o time visitante.

Aos 30 minutos, De Arrascaeta arrematou de longe, mas Jailson interveio. Logo depois, Raniel substituiu Rafael Sóbis.

Valente, o Cruzeiro chegou ao empate aos 39 minutos. Alisson fez grande jogada pela esquerda e alçou a bola na área. Diogo Barbosa antecipou Edu Dracena e cabeceou com maestria, no canto direito.

A última troca na equipe estrelada foi a entrada de Lucas Silva no lugar de Alisson.

Aos 46 minutos, grande contra-ataque do Cruzeiro. Raniel acionou De Arrascaeta na esquerda. O camisa 10 passou por dois marcadores e só parou em Jailson, que desviou para escanteio.

No minuto seguinte, o uruguaio tocou dentro da área para Raniel, que limpou o zagueiro, mas chutou para fora.

Dominando as ações durante os 90 minutos, o Cruzeiro administrou o resultado nos minutos finais e ratificou sua passagem para a semifinal da Copa do Brasil.

CRUZEIRO 1 X 1 PALMEIRAS
Motivo: Jogo de volta das quartas de final da Copa do Brasil
Data: 26/07/2017 (quarta-feira)
Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio – GO (FIFA)
Público: 41.660 pagantes / 44.842 presentes
Renda: R$ 1.277.729,00
Gols: Keno, aos 25 minutos, e Diogo Barbosa, aos 39 minutos do segundo tempo
Cruzeiro: Fábio; Lucas Romero, Léo, Murilo e Diogo Barbosa; Henrique, Ariel Cabral e Thiago Neves; Elber (De Arrascaeta), Alisson (Lucas Silva) e Rafael Sóbis (Raniel). Ténico: Mano Menezes
Palmeiras: Jailson; Jean, Mina, Edu Dracena e Edígio; Felipe Melo (Raphael Veiga), Thiago Santos e Guerra (Keno); Roger Guedes, Dudu (Tchê Tchê) e Borja. Técnico: Cuca
Cartões amarelos: Alisson, De Arrascaeta e Thiago Neves (Cruzeiro); Mina, Egídio e Edu Dracena (Palmeiras)

Site Oficial do Cruzeiro

Categories: Esportes

Sobre o EN

Enxada Neles

O jargão “Enxada Neles” foi criado por Ademir Santos, apresentador da TV Alterosa/SBT – Sul e Sudoeste de Minas Gerais, idealizador do Portal Enxada Neles. Ademir começou a usar esse jargão na TV como uma forma de desabafo diante das injustiças sociais que apresenta diariamente. A “enxada” representa o valor do trabalho sério e árduo de uma pessoa na busca de suas conquistas, pelo seu esforço e honestidade.Desta forma, de um modo geral e simbólico, é um símbolo do trabalho. A frase caiu no gosto popular e virou a “marca registrada” de Ademir Santos. No Portal Enxada Neles você ficará sempre bem informado sobre as principais notícias do Sul e Sudoeste de Minas Gerais, além do Brasil e do Mundo. Enxada Neles é o seu novo portal de notícias na internet!

Escreva um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.
Campos necessários estão marcados*