Prêmio de Jornalismo na área de dor: Arlinda Brandão vence com a reportagem Dar vida aos dias

Prêmio de Jornalismo na área de dor: Arlinda Brandão vence com a reportagem Dar vida aos dias

O trabalho de Arlinda Brandão revela que  pelo menos metade dos doentes com cancro em Portugal precisam de cuidados paliativos, mas não os têm.

“Dar vida aos dias”, uma grande reportagem de Arlinda Brandão com pós produção áudio de João Carrasco, venceu o prêmio de Jornalismo na área da dor revelando a realidade de quem enfrenta o problema.

 

A jornalista da Antena 1 Arlinda Brandão venceu o Prémio de Jornalismo na área da Dor. Um prémio atribuído pela Associação Portuguesa para o Estudo da Dor e Fundação Grünenthal que distingue a grande reportagem “Dar vida aos dias”.

A jornalista do Diário do Alentejo, Nélia Pedrosa, venceu o segundo prémio pela reportagem sobre a Equipa Comunitária de Suporte em Cuidados Paliativos Beja +.

O júri foi composto por Miguel Vieira e Paulo Camacho indigitados pela Associação Portuguesa para o Estudo da Dor, João Amoedo pela Fundação Grünenthal e Sofia Branco e Isabel Nery pelo Sindicato dos Jornalistas.

Categories: Mundo

Escreva um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.
Campos necessários estão marcados*