Unimontes assina ordens de serviço para retomar obras do Brasil Profissionalizado

Unimontes assina ordens de serviço para retomar obras do Brasil Profissionalizado

Escolas técnicas dos municípios de Espinosa, Grão Mogol, Janaúba, Joaíma, Monte Azul e Taiobeira serão contempladas

As ordens de serviço para a retomada das obras em seis escolas do programa Brasil Profissionalizado foram assinadas nesta terça-feira (27/12). As obras foram divididas em três lotes: Joaíma e Taiobeiras, Grão Mogol e Janaúba, Monte Azul e Espinosa. O ato aconteceu na Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes), responsável pela execução do projeto que deverá se estender até 2018.

A sequência do cumprimento do organograma de obras foi possível mediante a contrapartida no valor de R$ 34 milhões do Governo de Minas Gerais a partir do orçamento da Secretaria de Estado de Educação. Deste montante, segundo a Unimontes, R$ 17 milhões já foram aplicados nas obras e outros R$ 12 milhões foram suplementados ao orçamento para liberação em 2017. As negociações envolveram a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sedectes).

Iniciado em 2010 e orçado em R$ 96 milhões, o Programa Brasil Profissionalizado é financiado com recursos do Fundo Nacional do Desenvolvimento da Educação (FNDE), com a contrapartida do governo estadual. Os municípios são responsáveis pela doação e terraplenagem do terreno para a obra e estruturação da rede de esgoto, energia elétrica e acesso.

As obras destas seis unidades ficaram temporariamente paralisadas, uma vez que a empresa vencedora da licitação abandonou as construções na fase inicial, em 2013. Diante do tempo de paralisação, algumas destas escolas tiveram os canteiros de obras depredados.

No total, o programa contempla 13 municípios mineiros e as outras sete unidades (Lagoa Santa, Ibirité, Pompéu, Unaí, Manga, Bocaiuva e Brasília de Minas) estão na fase final de construção dos prédios.

Projeto transformador

Para o reitor da Unimontes, professor João dos Reis Canela, este é um momento de grande significado. “Este ato de assinatura garante a sustentação de um projeto transformador para estes municípios”, destaca. “Ao reconhecer o empenho do Governo de Minas Gerais e todos os seus pares na retomada das obras, salientamos, ainda, a participação importantíssima da bancada do Norte de Minas na Assembleia Legislativa, que sempre se mostrou solícita e empenhada nas causas apresentadas pela universidade”, acrescenta o reitor.

Por sua vez, o prefeito eleito de Joaíma, Dauro Barreto Filho, acredita que a cidade de 15 mil habitantes se tornará um polo regional no Vale do Jequitinhonha na formação de mão de obra qualificada. “Aguardamos por dois anos para a retomada das obras e acreditamos na transformação de nossa cidade a partir do funcionamento da escola”, salienta o prefeito.

A ideia é compartilhada por Milton Barbosa Lima, que assumirá a prefeitura de Espinosa em 1º de janeiro. A obra em sua cidade está apenas na fundação, mas ele acredita que a retomada do projeto, a partir da assinatura da ordem de serviço, será definitiva para a conclusão da escola. “Acreditamos que, em um ano e meio, haverá condições de entregar o prédio à comunidade”, diz, ao destacar que a ideia é levar para a cidade de 32 mil habitantes a oferta dos cursos agrotécnicos e técnico em têxtil.

Futuro dos jovens

O vice-reitor da Unimontes, professor Antonio Alvimar Souza, considera o programa Brasil Profissionalizado determinante para a fixação dos jovens em suas cidades de origem. “Atualmente, muitos adolescentes saem de suas casas por falta de oportunidade no acesso ao ensino profissionalizante ou superior. E quando alcançam os estudos e se tornam profissionais, seguem outros caminhos e não retornam às cidades de origem. Trata-se de um grande desafio”, enfatiza.

Para o deputado estadual Paulo Guedes, as escolas são fundamentais para o desenvolvimento da região. “Devemos enaltecer a soma de esforços, desde a equipe técnica da Unimontes, das secretarias de Educação, Desenvolvimento Econômico e de Ensino Superior, como parte do Governo do Estado, para a complementação dos recursos. Os desafios são maiores ainda e precisaremos da mesma soma de esforços para o funcionamento das estruturas dos prédios”, pontua o deputado.

Categories: Minas

Sobre o EN

Enxada Neles

O jargão “Enxada Neles” foi criado por Ademir Santos, apresentador da TV Alterosa/SBT – Sul e Sudoeste de Minas Gerais, idealizador do Portal Enxada Neles. Ademir começou a usar esse jargão na TV como uma forma de desabafo diante das injustiças sociais que apresenta diariamente. A “enxada” representa o valor do trabalho sério e árduo de uma pessoa na busca de suas conquistas, pelo seu esforço e honestidade.Desta forma, de um modo geral e simbólico, é um símbolo do trabalho. A frase caiu no gosto popular e virou a “marca registrada” de Ademir Santos. No Portal Enxada Neles você ficará sempre bem informado sobre as principais notícias do Sul e Sudoeste de Minas Gerais, além do Brasil e do Mundo. Enxada Neles é o seu novo portal de notícias na internet!

Escreva um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.
Campos necessários estão marcados*